Série de sintomas tanto físicos como emocionais, que surgem cerca de 7 a 10 dias antes da menstruação e que podem perturbar completamente a harmonia de sua vida pessoal, familiar e profissional.

Está relacionada com alterações no equilíbrio da gangorra dos hormônios femininos- estrógeno e progesterona- que conduzem a queda de serotonina, substância produzida pela células nervosas do cérebro e que na mulher oscila no período menstrual.

É um problema característico dos tempos modernos, quando a mulher mudou radicalmente seu estilo de vida, desencadeando uma situação de stress que leva ao descontrole hormonal, com surgimento e/ou piora da tensão pré-menstrual (TPM), de forma cíclica.

Com a serotonina elevada, ficamos felizes, bem humorados; quando os níveis estão baixos, ficamos tristes ou mal-humorados, buscamos compensações pela carência afetiva, seja pelo desejo exagerado de comer doces ou até mesmo reaçoes de perda do controle emocional, que surgem como “raio em céu azul”.

– 75% DAS MULHERES TEM ALGUM SINTOMA ANTES DA MENSTRUAÇÃO

– É MAIS FREQÜENTE ENTRE OS 30 E 40 ANOS, QUANDO PREDOMINAM OS SINTOMAS PSÍQUICOS

– NAS ADOLESCENTES, OS PRINCIPAIS SINTOMAS SÃO FÍSICOS

A Síndrome Pré-Menstrual (SPM) já foi descrita na literatura há cerca de 80 anos, em 1931. O nome SPM foi dado em 1953 por Dalton (Inglaterra), e foi utilizado como atenuante numa defesa de julgamento por assassinato; ele atribuiu que surgia depressão e outros distúrbios emocionais, em função da queda nos níveis de progesterona.

Sintomas da TPM

1. depressão, sentimento de desesperança, pensamentos auto-depreciativos;

2. ansiedade, tensão, nervosismo, excitação;

3. fraqueza afetiva, tristeza repentina, choro fácil, sentimento de rejeição;

4. raiva ou irritabilidade persistente, aumento dos conflitos interpessoais;

5. diminuição do interesse pelas atividades habituais;

6. sensação de dificuldade de concentração;

7. cansaço, fadiga fácil, falta de energia;

8. distúrbios do sono;

9. sensação de estar fora do próprio controle;

10. acentuada alteração do apetite;

11. ganho de peso

12. inchaço e/ou sensibilidade mamária aumentada;

13. dor de cabeça;

14. dores musculares;

15. diarréia ou constipação intestinal;

No entanto, para ser considerada doença, e portanto sujeita a tratamento, é importante que estes sintomas de fato interfiram nas atividades habituais da mulher e que os mesmos ocorram na fase pré-menstrual e não em todo o ciclo.

Não sabemos qual a verdadeira causa da TPM, mas sabemos que está associada a importantes alterações dos hormônios ovarianos, dos líquidos e sais do corpo e outras substâncias produzidas pelo sistema nervoso central (neurotransmissores, tais como serotonina, endorfina, catecolamina, etc.).

A queda das endorfinas e das serotoninas na fase pré-menstrual /menstrual, leva à irritabilidade, tensão ou depressão.

Compartilhe

Facebooktwittergoogle_plusmailFacebooktwittergoogle_plusmail

Temas