Por se tratar de uma síndrome, não existem tratamentos específicos já que os sintomas variam de mulher para mulher, assim como sua intensidade.

É muito importante saber reconhecer que este quadro existe, é um quadro cíclico, ocorre na segunda fase do ciclo menstrual, e que lhe afeta muito, sobretudo, sua vida social.

Os exercícios físicos são recomendados sobretudo nessa fase do ciclo menstrual, uma vez que promovem um aumento das endorfinas e elevação dos níveis de serotonina, com redução do estresse e melhora do ritmo do sono.

Algumas dicas podem ajudar muito:

– Reconhecer que este quadro existe e lhe afeta muito;

– Fazer calendário dos sintomas por vários ciclos para observar em que fase ocorrem;

– Pesar-se para avaliar quanto de liquido retém nesta fase.

– Restringir o uso de sal para diminuir a retenção, eventualmente recomenda-se o uso de diuréticos leves;

– Restringir o uso de açúcares (altera a relação de serotonina/proteínas)

– Evitar chá preto, café e refrigerantes ricos em cafeína (excitantes do sistema nervoso)

– Evitar alimentos embutidos e enlatados, devido ao alto teor de sal;

– Ingerir maracujá ou chá de camomila (ação tranqüilizante);

– Ingerir leite e derivados (com o aumento da ingestão do calcio, favorece-se a absorção do magnésio, elevando os níveis de serotonina);

– Ingerir folhas escuras, nozes, cereais integrais (ricos em magnésio);

– Pode ingerir, sem exagero, um pouco de chocolate amargo, que também estimula a produção de serotonina (em excesso pode causar efeito contrário e mal estar);

– Fazer exercícios físicos diários;

– Respeitar o ritmo do sono;

O melhor medicamento é o que, sozinho ou associado, reduza os sintomas. Como esta síndrome está ligada à ovulação, muitas mulheres podem se beneficiar do uso da pílula anticoncepcional que suspende a ovulação.

Já nos casos graves de desordem disfórica pré-menstrual, é necessária uma medicação mais específica sendo que a medicação usada com melhores resultados são os anti-depressivos, sempre sob orientação médica especializada.

Compartilhe

Facebooktwittergoogle_plusmailFacebooktwittergoogle_plusmail

Temas