Simpósio sobre gestação e parto natural

“É muito mais fácil para o médico considerar o bebê como um ser insensível. É muito mais fácil anestesiar uma parturiente, com a desculpa de que ela vai sofrer”. (Dr. Claudio Basbaum)

<img148|right>

“Os obstetras precisam ser advertidos quanto a se tornarem super confiantes na sua habilidade e em fazer melhor do que a Natureza, intervindo demais. Com outros precisam examinar, crítica e objetivamente, suas práticas correntes com vista de excluir procedimentos supérfluos, demasiadamente dispendiosos, de utilidade duvidosa e algumas vezes, perigosa.” (Dr. Claudio Basbaum, citando palavras do importante Professor Jeff Cole)

“Vamos fazer voltar o nascimento a uma condição de respeito, de harmonia. Porque não dizer um ritual, como todos os grandes momentos da vida requerem?!” (Dr. Claudio Basbaum)

<img187|left>

“Eu acho que o nascimento sem violência não tem nada a ver com Medicina, absolutamente nada.”
(Pergunta) – Você não é médico?
“Sou, mas antes de tudo sou uma pessoa, sou gente. Tenho que ter a sensibilidade de GENTE antes de ser médico.”
(Dr. Claudio Basbaum)

<img150|left>

“Não podemos dizer que exista traumatismo no Nascimento. O que existe são crianças traumatizadas no nascimento. E nós podemos minimizar isto!” (Dr. Claudio Basbaum)

“O fórceps de alívio é um fórceps de alívio do médico e não da criança. Só se ela está sofrendo é indicado então o fórceps.” (Dr. Claudio Basbaum)

“Preconizamos os métodos que humanizam – eu não diria o parto que humaniza o médico. O médico tem que se humanizar para levar a bom termo o nascimento.” (Dr. Claudio Basbaum)

Compartilhe

Facebooktwittergoogle_plusmailFacebooktwittergoogle_plusmail

Temas