A função ovariana depende dos estímulos provenientes do hipotálamo e da hipófise. Os hormônios ovarianos, principalmente os estrogênios, estão diretamente relacionados ao crescimento dos miomas.

Os análogos do GnRH bloqueiam a função da hipófise, fazendo com que os ovários parem de receber os estímulos e deixem de produzir os hormônios que afetam suas funções: a menstruação pára, o útero diminui e os miomas encolhem.

Esse tratamento deve ser feito por períodos de até 3 meses; com isso, controlam-se os sintomas e monitoriza-se a diminuição dos miomas, que podem chegar à até metade do seu tamanho.

O uso dos análogos em geral é indicado para redução dos nódulos antes de uma cirurgia, já que o tamanho reduzido dos miomas facilita sua retirada, ou para cessar o sangramento de uma paciente com forte anemia. Com a interrupção da medicação, no entanto, ocorre a retomada do crescimento dos miomas e, a curto prazo, o retorno dos sintomas.

Apenas o seu médico ginecologista está habilitado a empregar esse tratamento, pois ele pode ser realizado apenas por tempo limitado, para evitar efeitos colaterais, tais como risco de osteoporose e atrofia genito-urinária.

Compartilhe

Facebooktwittergoogle_plusmailFacebooktwittergoogle_plusmail