Dr. Claudio Basbaum participou do Congresso SOBRICE 2018 (Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular)

 

A partir de 1995, a embolização dos miomas ( embolização das artérias uterinas) passou a ser consagrada como  um tratamento não-cirúrgico específico para os miomas uterinos. 

Desde o ano 2000, de forma pioneira em São Paulo,  ginecologista – Prof. Claudio Basbaum,  membro do Corpo Clínico do Hospital São Luiz Itaim -Rede D’Ór e Diretor da Pró-Marix Clínica , em associação com o Prof. Francisco Cesar Carnevale– radiologista intervencionista- Médico Chefe do Serviço de Radiologia Vascular Intervencionista HCFMUSP na Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina FMUSP  ,  passaram a realizar as primeiras embolizações de miomas em nosso país.  

Pesquisa feita pela Sociedade de Radiologia Intervencionista dos Estados Unidos em  2017,  62% das mulheres que responderam a um questionário nunca ouviram falar da técnica de embolização de miomas uterinos.  

Trata-se de procedimento minimamente invasivo. Seu objetivo é interromper a circulação sanguínea,  que nutre os miomas, levando-os a grande  atrofia, de modo a resolver  problemas como dores, sangramentos , compressão de outros órgãos próximos,  de forma rápida e duradoura, e propiciando  a preservação do útero e até mesmo, da fertilidade. 

Esta perspectiva conservadora encontra importante eco e simpatia na população feminina, graças à possibilidade potencial de aliviar os sintomas  sem a perda do órgão matriz, que tem tanto simbolismo para sua feminilidade. 

 Prof. Dr. Claudio Basbaum 

 

Compartilhe

Facebooktwittergoogle_plusmailFacebooktwittergoogle_plusmail